jump to navigation

Indústria paulista continua contratando 16/04/2010

Posted by Jacqueline Maia in Notícias.
trackback

Autor(es): Fernando Taquari, de São Paulo

Valor Econômico – 04/2010

Puxado pelos setores de açúcar e álcool, o nível de emprego na indústria paulista de transformação deve repetir em maio o ritmo expressivo de contratações registrado em abril e março.

No mês passado foram criados 45 mil postos de trabalho, o que representou um crescimento de 1,37% em relação a fevereiro na série com ajuste sazonal, de acordo com dados divulgados ontem pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Trata-se da melhor variação percentual desde dezembro de 2006, quando o indicador avançou, na mesma base de comparação, 1,43%. Sem ajuste, a expansão foi de 2,05%, configurando também o maior avanço desde abril de 2008. Assim como em fevereiro, a alta no nível de emprego foi impulsionada pelos setores de açúcar e álcool, que sozinhos, responderam por 60,76% das contratações realizadas em março.

Paulo Francini, diretor do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) da Fiesp, afirmou que os dois segmentos continuarão em forte expansão nos meses de abril e maio e só depois entrariam num período de estabilidade.

No primeiro trimestre, o emprego na indústria paulista registrou um aumento de 3,66%, com a criação de 79 mil postos de trabalho. Em termos percentuais, foi a maior variação para o período desde 2006. Em relação a março de 2009, houve um crescimento de 1,64%.

“Os números realmente são muito positivos. Sabemos, no entanto, que será difícil manter esse ritmo ao longo do ano, mas espero que continue por mais alguns meses”, disse Francini, que condicionou a continuidade na expansão do emprego à manutenção da taxa Selic, pelo Banco Central, em 8,75%.

Dos 22 setores pesquisados, 20 realizaram mais contratações, enquanto dois permaneceram estáveis. “Podem procurar, mas vocês não vão encontrar um resultado mais favorável do que esse na série histórica”, disse.

Mesmo com a perspectiva positiva, Francini manteve a estimativa de 6,2% para o nível de emprego na indústria paulista em 2010, com a criação de 140 mil vagas. Neste caso, as perdas com a crise financeira mundial só seriam zeradas no começo de 2011. “Apesar do dado forte registrado em março que poderia alterar o cenário, não vamos, por enquanto, mexer nas previsões.”

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: