jump to navigation

Os melhores empregos não vão para os maiores talentos 22/05/2014

Posted by Pedro Carvalho in Editorial.
Tags: , , ,
add a comment

Frase do dia:

Great jobs don’t go to great people. They go to great job searchers

—– Duchan Mathison, reconhecido profissional de Coach (EUA)

Os melhores empregos vão para aqueles que sabem como navegar o mercado, e que se utilizam bem destas informações. Há grandes oportunidades esperando por você no mercado. Oportunidades boas existem mesmo em tempos difíceis.

Existe de fato 2 mercados de trabalhos para os Executivos de hoje. Aqueles que todo mundo conhece – e também conhecem aqueles milhares de profissionais que buscam uma transição de carreira no mesmo local, no mesmo formato de emprego que você procura, para um número limitado de empregos anunciados nos painéis, nos sites de busca por emprego, na lista de distribuição de vagas por e-mail de seus colegas, no site dos Head Hunters. E há aquele que está “escondido no mercado”, aquele aparentemente “mundo secreto”  de oportunidades que estão aguardando qualquer um que tenha a habilidade correta, curiosidade e energia para procurá-lo.

O Mercado que “se esconde” é uma fonte vasta de oportunidades onde é o marco inicial, nunca anunciado publicamente. É aí que você tem uma vantagem competitiva, porquê você foi suficientemente sagaz para encontrá-lo, através de suas próprias “forças”, iniciativa e sagacidade.

Depois de encontrar a oportunidade correta para você, você pode até influenciar o scopo do trabalho, incluindo salário e pacotes de benefícios.

Até a próxima Edição!

Anúncios

O que fazer quando você é “qualificado demais” em uma entrevista? 21/05/2014

Posted by anacaroline2 in Editorial.
add a comment

O que você deve fazer quando suas qualificações superam a oferta de trabalho.

 Parece que sempre ouço esta queixa: não me contratam porque eu sou superqualificado! Certa vez uma pessoa me mandou um e-mail comentando o seguinte:

“Eu possuo inúmeras atividades extracurriculares. Tenho experiência em gerenciar projetos e pessoas e sei quais são as minhas melhores habilidades. Tenho MBA e cursos de extensão. Tudo isso porque quero ter um diferencial em meu curriculum, mas estou preocupado pois os recrutadores estão me vendo como muito qualificado para cargos a que me candidato e me eliminam antes mesmo de conversar comigo. Porém as vagas para as quais me julgam qualificado estão em menor oferta no mercado de trabalho”.

Então, o que fazer se você tem uma boa experiência e uma boa educação, busca por uma recolocação e está disposto a assumir um cargo mais baixo? Aqui estão algumas dicas:

Não tente se habilitar a uma função menor que o seu perfil

Essa estratégia move sua carreira para trás e invariavelmente vai te depreciar. Você tipicamente acaba frustrado, não contratado ou se sentindo mal. Quando procurar um novo emprego, você não pode se propor a fazer algo muito abaixo de suas qualificações. A maioria dos empregadores esperam que você trabalhe no mais alto nível de capacidade possível. Eles não querem perder tempo treinando meses um novo colaborador até que ele traga resultados efetivos para empresa.

Busque consciência e prepare habilidades

Reconhecemos que os recrutadores são relutantes em contratar uma pessoa que consideram “superqualificada” porque acham que será difícil que a pessoa fique feliz, que se realize naquele trabalho. Há o risco de que o contratado não fique por muito tempo no trabalho. Temem que poderá surgir algo mais interessante, num curto espaço de tempo, e que percam aquele profissional. Ainda existe o risco de que você seja entendido como uma ameaça para o seu superior imediato – muitas vezes o próprio entrevistador.

Não se mostre desesperado (Eu não posso perder este emprego!)

Você até pode sentir-se assim, mas não demonstre. Muitos executivos dizem: “Aceitarei qualquer oportunidade apenas para garantir minha volta ao mercado”. Isso não vai funcionar…, é uma estratégia ultrapassada. Estar disposto a aceitar qualquer trabalho irá, certamente, desqualificá-lo. Você precisa mostrar-se disposto a fazer um ótimo trabalho e de ser capaz de agregar muito valor às situações nas quais se envolver. A partir deste ponto tenha paciência para suportar o tempo necessário para que a decisão de sua contratação aconteça. Em muitas empresas as decisões podem demorar um pouco para acontecer, mas elas pagam bem e vale a pena!

Fique atento àquelas posições para as quais você se julga realmente qualificado.

Os entrevistadores sempre procuram fazer as melhores contratações para suas empresas.  Assim quando você identifica uma posição que realmente seja adequada para o seu perfil, capriche na abordagem. Customize suas cartas de apresentação e ajuste seu curriculum de modo que suas qualificações sejam melhor percebidas pelos selecionadores. Certifique-se de que suas habilidades atenderão as necessidades requeridas da vaga e veja se o seu perfil esta alinhado solicitado.

Networking é fundamental quando se procura um novo trabalho.

Pedir a colegas de trabalho, antigos clientes ou fornecedores, ex-funcionários, ex-alunos de sua faculdade para ficarem atentos por você, pode ajudá-lo a descobrir posições que ainda não foram divulgadas. Uma apresentação a um alto executivo poderá abrir novas portas e até mesmo ajudá-lo a chegar numa oportunidade, antes mesmo de ela ser criada.

Os recrutadores utilizam cada vez mais as redes sociais para procurar bons candidatos. Capriche no seu perfil no LinkedIn e no Facebook. NETWORK é a palavra!

 

Até a próxima Edição!

Pedro Carvalho

Centro de Carreira dos Ex-Alunos da GV

Partner – in-sight® Executive Search & Recruting

Fonte e Bibliografia:

Overqualification: Wikipedia: http://en.wikipedia.org/wiki/Overqualification.Studio Job: The Book of Job by Job Smeets, Nynke Tynagel, Viktor & Rolf and Alessandro MendiniJob and Work Analysis: Methods, Research, and Applications for Human Resource Management by Michael T. Brannick, Edward L. Levine and Frederick P MorgesonGet Your Dream Job!: Job Hunting and Career Success Skills [With Earbuds] (Playaway Adult Nonfiction) by Laura StackOverqualified by Joey ComeauI Won’t Be Hired Because I’m Overqualified: The Top Ten Fears Of Job Seekers No. 1 by Gary Joseph GrappoOvercoming the Overqualified Myth by Lucille Falcone Landing the Job You Want: How to Have the Best Job Interview of Your Life by William Byham and Debra Pickett.

Como atualizar seu CV depois de um longo tempo sem procurar por uma oportunidade? 18/05/2014

Posted by anacaroline2 in Editorial.
add a comment

P: Sou um executivo sênior e não procuro emprego há mais de 10 anos. Como posso tornar meu currículo atrativo?

R: Apesar do formato de confeccionar CV está vívido em sua mente, do mesmo jeito que fez há 10 anos, têm havido uma série de modificações. Currículos ainda não morreram, mas sua morte parece iminente com 100 milhões de perfis no LinkedIn e 700 milhões no Facebook. As mídias sociais estão remodelando a maneira como as empresas vão olhar para o seu CV. Os empregadores em potencial já estão propensos a querer conversar com as pessoas que estão conectadas a alguma rede, especialmente o LinkedIn.

Seja amigo da tecnologia. A maior mudança é também a mais esperada: um movimento em direção a tecnologia. Marcar presença em rede on-line não é apenas uma opção, mas uma exigência. No mercado de recrutamento de executivos, se você não está no LinkedIn, você não existe. Sugiro criar facilidades para que o recrutador contacte você com apenas um clique para enviar um e-mail, ou um clique para acessar seu perfil no Linkedin.

Não faça suposições. O mercado de trabalho está em uma fase de transição. Quando se trata de candidatar-se a empregos, não assuma nada como 100% definitivo. Assim a forma como você apresentará o seu CV dependerá muito da preferência do recrutador que acessa seu perfil. Se você não tem certeza de qual será esta forma, então é melhor colocar no seu CV um link para o perfil mais detalhado que você deverá ter nas mídias sócias (LinedIn, Facebook ou Curriculum Lates para os acadêmicos).

Expansão é bom. A regra de uma página para curriculum já não é mais verdade. Embora uma página possa fazer sentido quando você tem pouca experiência, já não o faz quando, como um alto executivo, você tem 10, 20 ou mais anos de experiência. É injusto que um alto executivo tenha que manter suas habilidades em apenas uma página. Sugiro expandir a duas páginas, mas dando a primeira página suficiente informações para seduzir o leitor a aprofundar-se mais.

Clichês: A princípio palavras clichês como “habilidade para trabalhar em equipe” e “inovador” podem soar como palavras boas para usar em seu CV mas, de acordo com uma porta-voz do LinkedIn, Krista Canfield, isso é um erro. O site de redes de negócios recentemente observou milhões de perfis de usuários e listou os 10 termos mais utilizados. Estes incluíam inovador, dinâmico, experiênte, super motivado, orientada para resultados, experiência comprovada, habilidade para trabalhar em equipe, agil, solucionador de problemas, e empreendedor. Diferencie-se da maioria criando uma descrição muito própria…, diferenciada.

Visual ainda é importante. Mesmo com a explosão do e-mail na última década, a estética ainda é importante. Em alguns aspectos, são mais importantes do que nunca. Além de sobrecarga de informação, muitos empregadores tem uma sobrecarga de recebimentos de CV’s via e-mail. Se um recrutador está procurando você devido à sua reputação, então a aparência não tem tanta importância. No entanto, se você está procurando chamar a atenção de um empregador em potencial, então o layout de seu CV passa a ser importante.

Rápida Visualização. Uma coisa que não mudou é que os empregadores fazem uma rápida leitura do Curriculum ao em vez de fazer uma leitura palavra por palavra. Para diferenciar-se dos outros, faça um marketing de sua “marca” (Personal Brand). Uma maneira de fazer isso é substituir uma velha frase como “Sumário” no topo, para sua marca: “Marketing de Mídias Sociais” ou “Diretor Financeiro / Software”, por exemplo. Desta forma você convidará o leitor a fazer uma leitura mais longa e detalhada.

Até a próxima Edição!

Pedro Carvalho

Centro de Carreira dos Ex-Alunos da GV

Partner – in-sight® Executive Search & Recruting

Fonte e Bibliografia:

Quick Resume & Cover Letter Book: Write and Use an Effective Resume in Just One Day (Quick Resume and Cover Letter Book) by Michael Farr and JIST
Editors.LifeClever – Give your resume a face lift – link por Chanpory Rith
Resume Magic, 4th Ed: Trade Secrets of a Professional Resume Writer
(Resume Magic Trade Secrets of a Professional Resume Writer) by Susan Britton Whitcomb
The Resume.Com Guide to Writing Unbeatable Resumes by Warren Simons and Rose CurtisIs the CV dead? – Executive Style – The Sydney Moring Herald – July 13, 2011
Unbeatable Resumes: America’s Top Recruiter Reveals What REALLY Gets You Hired by Tony Beshara and Dr. Phil McGraw
Expert Resumes for Managers and Executives” and “Best Resumes for $100,000+ Jobs.” Por Wendy Enelow
Guerrilla Marketing for Job Hunters 3.0: How to Stand Out from the Crowd and Tap Into the Hidden Job Market using Social Media and 999 other Tactics Today by Jay Conrad Levinson and David E. Perry