jump to navigation

É sua idade ou sua atitude? 18/06/2015

Posted by Jacqueline Maia in Editorial.
trackback


Você não pode voltar o relógio, mas pode mostrar sua paixão e resultados aos Decision Makers.

É frequente parecer que o relógio está contra nós quando temos mais de 40 anos.

Contrariamente a entidades Norte-Americanas, aqui no Brasil o ônus da prova dos processos de entrevista cai sobre o candidato nos casos de discriminação de idade. Até mesmo nosso governo, uma entidade legal, parece lutar contra nós ou, pelo menos, dispostos a ajudar.

Recebo tantas perguntas sobre a discriminação de idade que tenho agora uma categoria especial dedicada a este tema em meu blog.

Muitos de nós ficamos chateados com o tratamento aos Executivos acima de 50 anos porque a maioria sabe que temos de trabalhar bastante, até bem depois dos 60 anos, antes de nos aposentarmos. Mas pesquisas recentes indicam que poucos de nós realmente queremos trabalhar depois dos 60 – e essa tendência pode ajudar a explicar, ou desculpar, preconceitos de muitos empregadores.

Pesquisa da consultoria DeLong & Associates realizou um estudo sobre trabalhadores mais velhos e as características de contratação intitulado “Buddy Can You Spare a Job?”. O relatório revela que a maioria dos trabalhadores mais velhos sentem a pressão financeira para trabalhar após os 60 anos, mas poucos trabalham ou mostram um desejo de trabalhar. Por sua vez, empregadores temem contratar empregados que são menos apaixonados pelo seu trabalho (traço menos encontrado nos colegas mais jovens).

Isso levanta uma questão interessante para perguntar a si mesmo nesta altura de sua carreira: você é apaixonado pelo seu trabalho? Como? E como essa paixão pode afetar sua capacidade para encontrar emprego?

Você consegue encontrar algo que você realmente gosta? Sua paixão (ou falta dela) vai aparecer durante a entrevista. Então o primeiro passo é considerar quão compromissado você está com seu trabalho atual. Quão apaixonado você está?

Encontre sua paixão, depois o trabalho

Se você já não tem paixão pelo seu trabalho atual, talvez seja hora de algumas auto avaliações. Embora você tenha acumulado experiência em diversas áreas ao longo dos anos, agora pode ser o momento de redefinir e reorientar a sua história.

Claro, você pode ser bom em muitas coisas, mas pergunte a si mesmo:

“De todas as coisas que eu já fiz, ou quero fazer (funções, habilidades e capacidades), o que realmente me traz a maior alegria neste momento na minha vida?”

Encontre uma coisa que você sinta que faz com prazer e foque nela. Se algum de seus feitos passados e experiências não for ligado diretamente aos requisitos deste foco, então não as enfatize.

Lembre-se, esta é a sua história. Diga isso à sua maneira. Você irá querer direcionar seu currículo de modo a mostrar-se da forma mais positiva e poderosa possível. Isso significa aumentar apenas os aspectos de sua experiência que sejam relevantes para a sua recém-centrada meta de carreira e paixão. Neste estágio talvez seja útil procurar por um consultor de carreiras com experiência, visões práticas e objetivas.

Venda Resultados, não Anos

Depois de identificar seus objetivos, você pode precisar vendê-los de forma diferente da que você fez no passado.

Não faz muito tempo, você poderia ganhar um emprego apenas por falar sobre suas habilidades adquiridas nos últimos 15 anos que passou trabalhando. Os Decisoin Makers estão a procura de resultados, não de anos. Converse na língua que qualquer empregador compreenda e aprecie: retorno sobre o investimento. Ao invés de citar 20 anos de experiência, identifique seus benefícios para o empregador e coloque-os em termos monetários. Apoie suas realizações com fatos baseados em benefícios. Venda-os sob um formato que ajudou seus ex-empregadores a perceber valor.

O dinheiro fala, e fala em voz alta. A boa notícia é que o tema “faturamento” ou “lucro” pode superar a idade. Como funcionário, você quer ganhar ou economizar receitas para o seu empregador. Levante as suas muitas realizações profissionais até obter a resposta de quantas maneiras você ajudou seus ex-chefes ganhar e poupar financeiramente e economizar tempo. Esteja preparado para demonstrar situações em que você já conseguiu isso.

Você não pode eliminar o preconceito de idade no local de trabalho, mas você pode superar um grande obstáculo, que é a percepção de que, como um trabalhador mais velho, falta-lhe a paixão de um jovem profissional. Você pode não ser capaz de regenerar uma paixão perdida, mas pelo menos você pode desenvolver um renovado entusiasmo e concentrar no que você quer durante a procura por um novo emprego. Adicionalmente um breve e eficiente discurso de vendas ajudará para a superação de velhas percepções a respeito da idade.

Até a próxima Edição!

Pedro Carvalho

Centro de Carreira dos Ex-Alunos da GV

Partner – in-sight® Executive Search & Recruting

Fonte e Bibliografia:

Over 40 & You’re Hired!: Secrets to Landing a Great Job por Robin Ryan
Over-40 Job Search Guide: 10 Strategies for Making Your Age an Advantage in Your Career por Gail Geary
Buddy Can You Spare a Job? Autor: DeLong & Associates – http://www.klhagen.com/associates_klh_2.php.
Reaching People Under 40 While Keeping People Over 60: Being Church for All Generations (TCP Leadership Series) por Edward H. Hammett and James R. Pierce
Finding a Job After 50: Reinvent Yourself for the 21st Century – por Jeannette Woodward
Your Next Career: Do What You’ve Always Wanted to Do (Your Next Career: Do What Your’ve Always Wanted to Do) – por Gail Geary

Comentários»

1. José Roberto Lara - 06/04/2011

Pedro muito oportuno nos tempos de hoje tecer comentários a respeito do tema em pauta. O ser humano tem sempre a capacidade de se esconder atras das desculpas,e a idade passa a ser mais uma dessas. Temos que lembrar que cada ato nosso reflete nossos pensamentos então NÂO se esconda atrás da idade lembre dela sim mas como uma grande vantagem que se pode tirar pois ela nos traz a boa e consoladora experiencia, nossos filhos nos ajudam a nos manter ligados e modernos TENHA DETERMINAÇÃO seja perspicaz ao se defrontar com as oportunidades, tire da gota que cai do céu uma boa ideia e abordagem NÃO RECLAME seja positivo sempre os quarentões, cinquentões tem sua vez sim somos nós que criamos as nossas chances. Valeu!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: