jump to navigation

Não perca meu tempo 23/06/2015

Posted by Pedro Carvalho in Editorial.
Tags: , , , ,
trackback

Estou lendo um livro muito interessante chamado “Alça de Silicone”. A autora, Maria do Carmo, é fundadora da empresa Executivas & Chiques, que presta serviços de consultoria na área de Imagem, Estilo e Etiqueta Corporativa. Em várias passagens do livro e seu blog a autora comenta sobre a impressão que profissionais causam no primeiro encontro.

Normalmente as pessoas são competitivas na maior parte do tempo.  No mundo corporativo a competição é ainda mais cruel. As pessoas associam qualidade do seu trabalho com a maneira com que você se apresenta. Uma coisa importante a saber: não é preciso ter cursos de oratória para ser elegante. Os componentes fundamentais  da elegância são o respeito aos outros e a atenção ao que as pessoas têm a lhe dizer. Mais até do que um terno de grife carésimo.

Ser elegante inclui boa postura, discrição e, sobretudo, bom senso. Não é elegante, por exemplo, usar termos em inglês a torto e a direito – aquele que parece estar sempre acima das ultimas gírias internacionais, ou mesmo exagerando no “tecniquez” de sua profissão. Mas também, por favor, não tenha uma ignorância completa pelos termos básicos. Seja equilibrado, utilize seu estilo de linguagem e tente nele se manter, criando, assim, uma “marca” pessoal.  Uma forma elegante de conversar não é futilidade para um profissional que pretende se destacar. É, isso sim, ferramenta de trabalho que além de agregar valor à imagem, pode ser decisiva naquele encontro de networking.

No outro extremo da elegância estão os Prolixos, tema central deste meu editorial.

Existe um provérbio sobre as pessoas prolixas: “Quem muito fala pouco acerta, Quem muito fala, muito erra“. A piada reconhece o fato de que falar demais é esquisito. Prolixidade é a arte de usar os outros para chamar a atenção e aprovação por não se darem, a si mesmo, o bastante em atenção e aprovação. O prolixo não está realmente oferecendo algo para o ouvinte. Ao contrário, o prolixo, usando extensivamente de um monólogo, está drenando energia do ouvinte. Pessoas que geralmente ouvem os prolixos são verdadeiros “Santos” que têm receio de magoar o falador ao forçar o término de uma conversa.

Prolixos muitas vezes são pessoas carentes que tentam preencher seu vazio aprisionando pessoas para escutá-las. Por exemplo: já vi pessoas dizendo a um caixa de banco, a história de sua vida, enquanto o coitado do caixa fica preso e não sabe como afastar o falante sem ser indelicado. Uma das razões pelas quais essas pessoas têm poucos amigos de qualidade é que ninguém o quer por perto.

Meu caro amigo; se você se enquadra na categoria dos prolixos, não demorará a perceber que muita gente
passará a evitá-lo. A maioria das pessoas não irão te dizer a verdade:

  • Que o seu prosório é entediante;
  • Que se sentem cansados com aquelas estórias intermináveis;
  • Que você lhes drena energia;
  • Que se sentem como idiotas por terem, novamente, caído na sua armadilha do blá, blá, blá.

Sem querer ofendê-lo, apenas ficam longe e não falarão a verdade. Eles não irão atender o telefone ou marcar uma reunião quando sabem que é você! Encontrarão qualquer desculpa para não gastar tempo com você. Não é que eles não gostam de você – é que eles não querem ser usados por você para preencher o seu vazio.
Por fim a primeira coisa que você precisa saber, se pretende causar uma boa impressão, é que precisa ser minimamente elegante.  E para tal, você deve respeitar todas as pessoas. Não é por muito falar que os outros irão perceber o quanto você é bom ou eficiente. É, isto sim, por sua capacidade de escutar. Respeito pelo outro é uma mostra de educação e respeito refinados, e o retorno sempre virá. Cooperação e solidariedade devem ser exercitada diariamente para que você se sinta bem com você mesmo e para que os outros se sintam ainda melhor.

Até a próxima Edição!

Até a próxima Edição!

Pedro Carvalho

Centro de Carreira dos Ex-Alunos da GV

Partner – in-sight® Executive Search & Recruting

Fonte e Bibliografia:

Reinaldo Polito é Mestre em Ciências da Comunicação, Palestrante, Professor de Expressão Verbal e Escritor.

Alça de Silicone – Conselhos para mulheres em busca do sucesso profissional por Maria do Carmo Marini: Consultora e empresária, é engenheira de formação com especialização em marketing, comunicação corporativa e coaching pessoal e profissional.

Que impressão você dá às pessoas com quem conversa? I – do blog “Executivas e Chiques” da mesma autora: Maria do Carmo Marini http://executivasechiques.com

Keys for Relating to Non-Stop Talkers71 – http://hubpages.com/hub/Keys-for-Relating-to-Non-Stop-Talkers

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: