jump to navigation

Não perca meu tempo 23/06/2015

Posted by Pedro Carvalho in Editorial.
Tags: , , , ,
add a comment

Estou lendo um livro muito interessante chamado “Alça de Silicone”. A autora, Maria do Carmo, é fundadora da empresa Executivas & Chiques, que presta serviços de consultoria na área de Imagem, Estilo e Etiqueta Corporativa. Em várias passagens do livro e seu blog a autora comenta sobre a impressão que profissionais causam no primeiro encontro.

Normalmente as pessoas são competitivas na maior parte do tempo.  No mundo corporativo a competição é ainda mais cruel. As pessoas associam qualidade do seu trabalho com a maneira com que você se apresenta. Uma coisa importante a saber: não é preciso ter cursos de oratória para ser elegante. Os componentes fundamentais  da elegância são o respeito aos outros e a atenção ao que as pessoas têm a lhe dizer. Mais até do que um terno de grife carésimo.

Ser elegante inclui boa postura, discrição e, sobretudo, bom senso. Não é elegante, por exemplo, usar termos em inglês a torto e a direito – aquele que parece estar sempre acima das ultimas gírias internacionais, ou mesmo exagerando no “tecniquez” de sua profissão. Mas também, por favor, não tenha uma ignorância completa pelos termos básicos. Seja equilibrado, utilize seu estilo de linguagem e tente nele se manter, criando, assim, uma “marca” pessoal.  Uma forma elegante de conversar não é futilidade para um profissional que pretende se destacar. É, isso sim, ferramenta de trabalho que além de agregar valor à imagem, pode ser decisiva naquele encontro de networking.

No outro extremo da elegância estão os Prolixos, tema central deste meu editorial.

Existe um provérbio sobre as pessoas prolixas: “Quem muito fala pouco acerta, Quem muito fala, muito erra“. A piada reconhece o fato de que falar demais é esquisito. Prolixidade é a arte de usar os outros para chamar a atenção e aprovação por não se darem, a si mesmo, o bastante em atenção e aprovação. O prolixo não está realmente oferecendo algo para o ouvinte. Ao contrário, o prolixo, usando extensivamente de um monólogo, está drenando energia do ouvinte. Pessoas que geralmente ouvem os prolixos são verdadeiros “Santos” que têm receio de magoar o falador ao forçar o término de uma conversa.

Prolixos muitas vezes são pessoas carentes que tentam preencher seu vazio aprisionando pessoas para escutá-las. Por exemplo: já vi pessoas dizendo a um caixa de banco, a história de sua vida, enquanto o coitado do caixa fica preso e não sabe como afastar o falante sem ser indelicado. Uma das razões pelas quais essas pessoas têm poucos amigos de qualidade é que ninguém o quer por perto.

Meu caro amigo; se você se enquadra na categoria dos prolixos, não demorará a perceber que muita gente
passará a evitá-lo. A maioria das pessoas não irão te dizer a verdade:

  • Que o seu prosório é entediante;
  • Que se sentem cansados com aquelas estórias intermináveis;
  • Que você lhes drena energia;
  • Que se sentem como idiotas por terem, novamente, caído na sua armadilha do blá, blá, blá.

Sem querer ofendê-lo, apenas ficam longe e não falarão a verdade. Eles não irão atender o telefone ou marcar uma reunião quando sabem que é você! Encontrarão qualquer desculpa para não gastar tempo com você. Não é que eles não gostam de você – é que eles não querem ser usados por você para preencher o seu vazio.
Por fim a primeira coisa que você precisa saber, se pretende causar uma boa impressão, é que precisa ser minimamente elegante.  E para tal, você deve respeitar todas as pessoas. Não é por muito falar que os outros irão perceber o quanto você é bom ou eficiente. É, isto sim, por sua capacidade de escutar. Respeito pelo outro é uma mostra de educação e respeito refinados, e o retorno sempre virá. Cooperação e solidariedade devem ser exercitada diariamente para que você se sinta bem com você mesmo e para que os outros se sintam ainda melhor.

Até a próxima Edição!

Até a próxima Edição!

Pedro Carvalho

Centro de Carreira dos Ex-Alunos da GV

Partner – in-sight® Executive Search & Recruting

Fonte e Bibliografia:

Reinaldo Polito é Mestre em Ciências da Comunicação, Palestrante, Professor de Expressão Verbal e Escritor.

Alça de Silicone – Conselhos para mulheres em busca do sucesso profissional por Maria do Carmo Marini: Consultora e empresária, é engenheira de formação com especialização em marketing, comunicação corporativa e coaching pessoal e profissional.

Que impressão você dá às pessoas com quem conversa? I – do blog “Executivas e Chiques” da mesma autora: Maria do Carmo Marini http://executivasechiques.com

Keys for Relating to Non-Stop Talkers71 – http://hubpages.com/hub/Keys-for-Relating-to-Non-Stop-Talkers

Quatro maneiras para capturar seu cliente: seu próximo Chefe 09/03/2011

Posted by Pedro Carvalho in Brand You®, Editorial.
Tags: , , , , , , , ,
1 comment so far

Já mencionei em meu blog muitas vezes que a procura de emprego envolve a venda de sua marca pessoal. Não importa qual seja sua profissão, sua idade, sua expertise… quando você realizar um trabalho de busca por um novo emprego, você então se torna um vendedor, e o produto que está vendendo é a sua especialidade. É por isso que é útil para aprender com os marqueteiros de vez em quando. Um dos boletins vejo regularmente é Marketing Profs, e em um artigo recente intitulado “4 Ways to Capture Me & Make Me a Buyer Forever” incluiu conselhos que se são similares aos que dou a Executivos em busca por um novo emprego.

Quando você iniciar o seu projeto de marketing pessoal, a estratégia tem que incluir formas de chamar a atenção de seu público-alvo, Decisores de Contratação (seus possíveis próximos chefes), e depois transformar essa atenção em uma experiência positiva que irá resultar em fechamento do negócio, oferecendo-lhe o emprego que procura. Então, pense em como você pode usar estas quatro dicas de marketing para obter seu próximo trabalho:

Chame a atenção. Seu primeiro objetivo é ser notado de forma positiva. Isso não significa entrar atabalhoadamente em uma discussão na mídia social (como o Linkedin por exemplo), ou em uma reunião e gritando: “Olhe para mim! Contrate-me!“, ao contrário isso significa que você precisa participar de uma forma positiva. Do ponto de vista de marketing é necessário provocar interesse e um follow-up. Em marketing, você pode usar brindes como é feito em um McDonald’s ou promoções de Cartões de Créditos. Seja criativo e encontre uma nova maneira de captar a atenção de alguém com uma pergunta provocativa ou um relatório sobre um assunto que você tem um especial interesse.

Capture a imaginação deles. Uma vez que você tem a atenção deles, você tem que se destacar na multidão. Diga algo perspicaz, e diferente. Use um exemplo convincente de que vai ficar na mente de um Decisor de Contratação (seu próximo chefe) ou ofereça uma linha de pensamento ou uma lógica que resolva um problema que eles tenham em mãos. Não fale de si mesmo, ao contrário faça uma conexão com seu público-alvo mostrando-lhes como você pode resolver problemas deles.

Capture a afeição deles. No marketing, esse é o vínculo emocional entre o cliente e o produto ou marca. Quando buscando um emprego, esta é  sua oportunidade de fazer uma conexão mais humana com o influenciador que fica do outro lado da mesa. Conte uma história que inspira ou cria essa ligação emocional. Faça-o de forma pessoal e atraente.

Capture os interesses pessoais deles. Este é um grande problema que muitos Executivos a procura por emprego tendem a esquecer. Procurar emprego não é sobre você, é sobre o que você pode fazer para a empresa contratante. Apele à necessidade dos que pensam “o que há nele que me ajudará?“, mostrando-lhes como você pode resolver os problemas deles. Se você se entra em uma reunião, ou entrevista, começando com “eis aqui está o que eu quero“, você colocará o entrevistador na defensiva. Se você pode entender o que eles querem e apelar às suas necessidades, então você poderá ajudá-los a vender você como a solução dos problemas deles.

Quando você participar de uma entrevista de emprego ou entrar em contato com novos colegas, tente abordar os quatro pontos. Se você conseguir captar a atenção, então ateie fogo na imaginação deles, ganhe a afeição de forma personalizada, e finalmente ofereça algo de valor. Desta forma você terá um novo aliado em sua busca.

Até a próxima Edição!

Até a próxima Edição!

Pedro Carvalho

Centro de Carreira dos Ex-Alunos da GV

Partner – Authent® Executive Search & Recruting

Fonte e Bibliografia:

Steve Woodruff é um Agente de Conexões. Ele conecta as pessoas com sua finalidade, sua mensagem, e com outras pessoas, a fim de criar um crescente Networking de Oportunidades.
Marketing Profs – É um blog, com fonte abundante de informações, que oferece recurso de know-how para ajudar as pessoas comercializarem seus produtos e serviços, tanto mais inteligente e melhor.
Career Distinction: Stand Out by Building Your Brand by William Arruda and Kirsten Dixson
Kathy Simmons – CEO Netshare Inc
Me 2.0: Build a Powerful Brand to Achieve Career Success por Dan Schawbel
The 10Ks of Personal Branding: Create a Better You por Kaplan Mobray