jump to navigation

10 anos mais jovem em 17 dicas 23/06/2015

Posted by Pedro Carvalho in Acima dos 40, Editorial.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

Frequentemente recebo apelos de executivos dizendo que não sabem como lidar com questões de discriminação relacionada a idade. Eles querem saber como manter sua vantagem competitiva em relação aos concorrentes mais jovens. Legal ou não, a discriminação pela idade, é algo que você vai ter que enfrentar quando estiver aperfeiçoando sua estratégia de networking, seu curriculum e seu marketing pessoal.

Qual a idade que você passa quando está sendo entrevistado? Mesmo não mostrando datas no Curriculum, é fácil calcular a sua idade baseado na data de sua formatura ou mesmo no tempo que você esta trabalhando. No entanto, eis a verdade: Percepção é a nova realidade. Aprenda a arte de ser percebido como mais jovem, bem como parecer mais jovem. O importante é entender que, neste tema de empregabilidade executiva, juventude é algo que vai além da percepção visual.

É justo? Será que é legal? E o mais importante, você deve se preocupar com isto? Se você tem mais de 40 anos, você precisa ler o que se segue.

Há mudanças constantes nas empresas. Patrões podem usar a magia da palavra “demissão” como se fosse um cheque em branco que pode ir ao fogo a qualquer momento por qualquer motivo. E pode-se atacar a alta gerência – jogar os trabalhadores seniores na fogueira, cujos altos salários e grandes egos já superaram em muito as boas-vindas dos primeiros dias na empresa.

Então, de volta ao tema da idade.

Enquanto muitos trabalhadores aprenderam que uma boa aparência e um terno bem cortado podem representar uma boa ajuda rumo ao sucesso no trabalho, mas muitos não conseguem enxergar que cultivar a percepção da juventude é igualmente uma parte importante da equação.

Ser percebido como mais jovem está no vocabulário, na linguagem corporal e no olhar. E eis um segredo: Estas regras aplicam-se mais ainda quando seu chefe tem sua idade ou é até mais velho. Não se trata de seguir um roteiro para impressionar alguém mais jovem. Seja qual for a idade de seu chefe ou entrevistador, você precisa criar uma percepção de jovialidade sobre si mesmo. Caso contrário, haverá alguém mais rápido no computador e com conhecimentos de cultura contemporânea, que ficará muito feliz em preencher a oportunidade a que você se candidata.

A esta altura você já deve estar se perguntando: Então, como se faz isso? Aqui estão algumas dicas, use-as para se lembrar como chamar a atenção do seu próximo empregador enquanto aqueles que estão ao seu redor estão perdendo sua jovialidade:

Regra # 1: Se você tem mais de 40 anos, quero você no Facebook e Linkedin hoje!

Não tem amigos lá? Você já tem um: basta me adicionar. Se você não sabe como usá-lo, peça a seus filhos ou outro colega te ensinar. Deixe esta mesma pessoa te ajudar a escolher sua foto no perfil. Sério mesmo. Você sabia que o novo Outlook 2010 “puxa” as informações do Facebook e Linkedin? Hoje acho muito estranho quando recebo e-mails de profissionais que não conheço e não há informação disponível das mídias sociais que o Outlook deveria ter puxado. Denota claramente que é alguém “fora do contexto”.

Regra # 2: Conheça e use com frequência o Google e a Wikipedia.

Marque-os em seu computador e defina-os um como sua página inicial.

Regra # 3: Assista alguns episódios de “Two-and-a-half-Man“.

Discuta. Reveja.

Regra # 4: Vá até uma loja que tenha os iPad’s.

Pelo menos, aprenda a diferença entre um iPad, iPod, Galaxy e Smartphone e você já estará no caminho certo.

Regra # 5: Aprenda a usar SMS (mensagem no seu celular).

Regra # 6: Não use papel.

Jovens lêem suas notícias on-line – eles não lêem jornais. Portanto, não carregue um jornal em papel para uma entrevista, nem deixe ser visto lendo isto no escritório, como se você fosse o papai ou mamãe de alguém.

Regra # 7: Não resmungue.

Esta é fácil. Mas é impressionante como isto se relaciona com idade avançada. Pare de reclamar de seu antigo empregador e de suas antigas dificuldades. Seja positivo.

Regra # 8: Faça contato olho-a-olho.

O contato visual é muito importante para ser percebido de forma mais jovial, não tenha receio!.

Regra # 9: Raramente faça comentários sobre seus filhos, especialmente os piegas.

Regra # 10: Vá para a academia.

Ou pelo menos diga que você costuma ir.

Regra # 11: Não fale sobre os anos 80’s e 90’s.

Não use frases tais como: “no meu tempo”, “na minha época”. Nunca!

Regra # 12: Inicie um Twitter, seja fã de um Blog.

Procure imediatamente saber como funcionam.

Regra # 13: Sorriso Colgate.

Recebo muitas cartas de pessoas que simplesmente não entendem que ter os dentes manchados de café não ajuda em nada na hora da entrevista. Pare de enrolar, compre a super-pasta clareadora (use a marca de sua preferência) e clareie os dentes. Então sorria. Sorrir faz você olhar e se sentir mais joven – e não amargo, velho e desempregado. Não me importo se você realmente está amargo, velho e desempregado. É uma questão de percepção, lembra?

Regra # 14: Pratique “soar jovem” no telefone.

Faça uma pesquisa de quantos anos você parece ter ao usar o telefone, pratique com um amigo. Uma dica: Não fale tão alto, mas de forma mais vigorosa. Isso é crucial. Na mesma linha de pensamento, certifique-se seu papo não é muito longo ou entediante. Tudo que você precisa é parecer curto e suave, com atitude positiva.

Regra # 15: O vestuário é muito importante: Vista-se sempre de forma apropriada para sua a idade.

Nenhum homem com mais de 40 deve usar camisa apertada, por exemplo.

Regra # 16: Dê uma boa e longa olhada no seu penteado.

Meu conselho é perguntar a um estranho a opinião dele ou dela. Alguém que gosta de você não vai querer ferir seus sentimentos e, infelizmente, isso não vai ajudá-lo. Uma coloração esquisita de cabelo, tanto para homens ou mulheres pode estragar a aparência. Creio que você concorde que colorir cabelo para os homens raramente funciona.  Homens, não exagerem em sua busca por um penteado novo – apenas apare os pelos de seu nariz e orelha que você já estará no caminho certo. Mulheres: tirem ou clareiem os pelos faciais.

Regra # 17: Passar colónia e perfumes em excesso.

E já que tocamos neste tema, use desodorante neutro. Desta forma uma fragrância suave poderá ser agradavelmente percebida.

Ok … Sentiu-se mais jovem, ou apenas nivelou?

Confie em mim, talvez tenha conseguido tirar 15 anos do jeito que você vem tocando sua vida. Sim, sei que algumas coisas que citei acima aqui são cosméticas, ou parecem picuinhas ou controversos, mas a maioria não é. Trata-se de percepção… e percepção é a nova realidade.

Até a próxima Edição!

Pedro Carvalho

Centro de Carreira dos Ex-Alunos da GV

Partner – in-sight® Executive Search & Recruting

Editoriais semelhantes pelo mesmo autor:

Fonte e Bibliografia:

Over 40 & You’re Hired!: Secrets to Landing a Great Job – por Robin Ryan

Finding Work After 40: Proven Strategies for Managers and Professionals  – por Robin Bell and Liam Mifsud

Bulletproof Your Job  – por Stephen Viscusi

Issues in Career Development – por John Patrick da California University of Pennsylvania

Ross Macpherson – Career Quest

 



Anúncios

10 gafes de Netiqueta do LinkedIn 30/06/2011

Posted by Pedro Carvalho in Editorial.
Tags: , , , , , , , , ,
1 comment so far

Saiu na Revista Exame desta semana uma interessante matéria sobre o Linkedin citando ser uma importante ferramenta de Carreira. No entanto, encontrei pouca literatura disponível de como obter o máximo do LinkedIn além do uso básico.

O que é exatamente o Lindedin? As definições mais abundantes dizem que se trata de uma ferramenta dos sonhos, a terra prometida dos empregos. Mas considero o Linkedin como uma ferramenta de networking social que permite que você se conecte com muitos colegas que se unem em trocam seu network, expertise, experiência e paixões de seus trabalhos. Não há uma ferramenta mágica de caça ao emprego. Linkedin não irá simplesmente jogar no seu colo aquele perfeito emprego apenas por digitar uma combinação de palavras no site. Mas o Linkedin irá lhe permitir que você construa uma rede valiosa e vibrante de profissionais bem como enriquecer a performance de seu trabalho e de suas metas de carreira independentemente de qual fase sua carreira esteja.

Dizem que ter muitos Head Hunters e Gerentes de Recursos Humanos em sua rede de Linkedin é uma rota segura para assegurar a empregabilidade. A expectativa deles é que se tornem muito visíveis pelos profissionais que, na teoria, teriam muitas vagas para eles. Em minha experiência isto é um mito. Conheço muitos colegas que dizem ter adicionados inúmeros profissionais deste tipo e não conseguem nenhum emprego por este mecanismo. Sei de apenas um (insisto, apenas UM colega), que conseguiu emprego desta forma. Mas, considerando-se o seu perfil, ele conseguiria um novo emprego de qualquer maneira – não precisava necessariamente estar no Linkedin.

Então, como usar esta ferramenta?

Uma das forças que está atrás do fenômeno do Linkedin é o conceito que alguns chamam de “Pay it Forward”. Em resumo, significa que quando você entra no mundo do Linkedin você tem que estar preparado para oferecer mais do que você pediu. É importante você entender isto antes de pedir algo a alguém neste site.

Muitos especialistas falam sobre a melhor maneira de tirar vantagens do LinkedIn, mas tenho visto inúmeros usuários inexperientes que rotineiramente violam as regras de etiqueta LinkedIn. Abaixo segue uma lista sobre como NÃO utilizar a rede no LinkedIn . Embora alguns dos conselhos possam parecer óbvios, espero que esses lembretes venham a ajudar você na sua netiqueta.

RECOMENDAÇÕES LinkedIn

  1. Pedir uma recomendação de alguém que você não conhece pessoalmente nem nunca trabalhou junto.
  1. Após alguém lhe dar uma recomendação você nem sequer responde o pedido desta pessoa por uma recomendação.

LinkedIn CONVITES

  1. Enviar convites a estranhos, sem um texto ou uma boa razão para se conectar.
  1. Enviar convites a amigos, sem um texto personalizado.

LinkedIn MENSAGENS

  1. Fazer Spam. Tentar vender produtos (carros, apartamentos). Anunciar que esta em busca de emprego. Uma colega comentou comigo outro dia: “A quantidade de spam que recebo está fazendo cair a qualidade das discussões e outras informações relevantes. Então cancelei minha participação em certos grupos”.
  1. Adicionar-se a um grupo de discussão simplesmente porque você está conectado.
  1. Não responder a um pedido de contato.

ATUALIZAÇÕES LinkedIn STATUS

  1. Pessoas que atualizam seu status para twittar (o Twitter é feito para isso, não o LinkedIn!)

LinkedIn APRESENTAÇÕES

  1. Head Hunters e recrutadores que querem apresentações mas não dão introduções, e juntam-se a uma rede social e ainda optam por não serem sociáveis!
  1. Solicitar introduções ou apresentações mas não querer retribuir. Não ser sociável.

Rede exige paciência e delicadeza. Uma das regras mais importantes da rede social é construir relacionamentos. Relacionamento é uma via de mão dupla. Pense no que a outra pessoa precisa ou quer começar a partir do relacionamento.

Algumas sugestões de bom uso do Linkedin:

  1. Não peça ao seu contato para fazer o trabalho para você – apresentar outra pessoa, por exemplo. Não sobrecarregue seus contatos; as pessoas estão ocupadas. Faça o máximo para que os outros apenas tenham que clicar um botão para te atender, nada mais.
  2. Você está procurando pessoas para ajudá-lo a encontrar um emprego? Não deixe ser tão óbvio que você deseja se conectar apenas porque essa pessoa virá a ser um trampolim para o seu objetivo final. Ninguém quer se sentir usado. Ofereça algo em troca, se puder, tal como acesso à sua rede.
  3. Em qualquer situação de relacionamento na rede, você deve ser educado, respeitoso e generoso. Networking é uma troca de informações, o que significa que deve ser de benefício mútuo. Estabeleça um relacionamento antes de começar a fazer pedidos.

Listei vários tópicos interessantes, não? Você se recorda de mais algum? Se sim, envie-me umas dicas.

Até a próxima Edição!

Pedro Carvalho

Centro de Carreira dos Ex-Alunos da GV

Partner – Authent® Executive Search & Recruting

Fonte e Bibliografia:

Jason Alba, “LinkedIn For Executives – Beyond The Basics.”
Hannah Morgan, the Career Sherpa, article on how NOT to network on LinkedIn
Buddy Can You Spare a Job? Autor: DeLong & Associates – http://www.klhagen.com/associates_klh_2.php.
Revista Exame de 4 de Maio de 2011 pág. 120 – “100 milhões de Usuários depois” por Luiza Dalmazo
How to Find a Job on LinkedIn, Facebook, Twitter, MySpace, and Other Social Networks por Brad Schepp and Debra Schepp
Zamanta: New Technology Does Not Require New Manners